domingo, 20 de abril de 2008

O enigma das esfinges

Nas copas sou o símbolo, mas também posso ser de ouro.
No entanto se me partes, é porque me tens de pedra.
Posso ser dado a alguém, porém sem mim não podes viver.
Aquele que me tem se revela corajoso,
Mas aquele que vê a cara, é porque não me vê.
Sou como o caroço, sou o âmago.
Mas se me revelas, é porque és sincero.

Quem sou eu?


(Trecho do livro Coração de Pedra, de Charlie Fletcher.)

Nenhum comentário: