sábado, 18 de outubro de 2008

Meu sonho

Feche os olhos
E apenas sonhe
Porque estarei aqui
Mesmo assim tão longe.

E vou cantar
Todas as noites
Vou esperar
A sombra do luar.

Me abrace
Em pensamento
Cante a sua parte
Do dueto de sofrimento.

O meu sonho é ver você
Chegando aqui
Me ouvindo dizer
Você é meu anjo...

Nunca vou te esquecer.
Delírio
É a sua ausência
Facínio...
A tua presença.

Me deixe de pé
E me torne invencível
Pois o silêncio é
A distância impercorrível.

Nunca vou te esquecer.
Apenas você vence
O medo e a insegurança
E que me convence...

Você, minha esperança.
Lágrimas imaturas
Molham a tristeza azulada
Tão mórbida que perfura
Essa alma apaixonada.

Me chame
E diga a verdade
Me dê a liberdade
De um enxame.

Envenene
Meu coração doente
No momento solene
Do furto imprudente.

Você roubou
Aquele beijo prateado
Que me deixou o gosto amargo
Quando você me deixou.

O meu sonho é ver você
Chegando aqui
Me ouvindo dizer
Você é meu anjo...
Nunca vou te esquecer.

O meu sonho é ver você
Chegando aqui
Me ouvindo dizer
Você é meu anjo...
Meu anjo.



Jejels, 03/01/2008.

Nenhum comentário: