quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Máscaras

Eclipse;
O Sol se torna abstruso
A propagação de seus raios
Não emite a mesma luz
O brilho se torna factício
E o escuro nos conduz.

A ausência da visão
Nos leva a pensar.
Passamos a ver com o coração,
Absortos vamos nos paralisar
Você se conhece?
Essa sou eu
E nossa verdadeira forma
Adormece nesse hipogeu.

Até nossa aparência mente
E a ecolalia que continua
Esconde o que realmente
Queremos expressar;
Será que você entende
Que não quero mais me ocultar?

Mas mesmo que quiséssemos,
Esse enigma edaz
Faria com que nos enganássemos
Cada vez mais e mais,
Pois ele se adapta a nós
E ao nosso efêmero ser
Porém, quando ficarmos a sós
Não poderemos mais nos esconder.



Jejels, 03/10/2007.

Nenhum comentário: