segunda-feira, 30 de junho de 2008

Complexo

Naufrágio,
Um mar de sentimentos
Num frágil
Universo de ressentimentos.

Rio
De lágrimas confusas
No sombrio
Das noites difusas.

Complexo
Esse processo
De repulsão
Sem nexo.

Liberdade
Para voar solta
Na prosperidade
De uma vida louca.

Confidência
No teu olhar lúcido
Faz residência
Na penumbra do crepúsculo.

Complexo
Esse processo
De sonhos
Sem nexo.

Idealização
De uma realidade estranha
Confraternização
Nas teias de uma aranha.

Mistério
Implícito em uma atitude
No etéreo
Som de um alaúde.

Complexo
Esse processo
De complicações
Sem nexo.



Jejels, 30/06/2008.

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Killed by your words

My mirror's full of blood
And my soul was took by the flood,
The flood of cold tears
That sprouted with my insecurity
And my strongest fears
That now became reality...

I saw my dreams falling apart.

You are gone
Now I'm all alone
But you never gave me
What I really needed:
Your love's an illusion
And my hopes are just useless.
If you never loved me,
Why keep wasting your time?

You will pay for your mistakes!
You killed me with your words
And your look into my eyes
Became a venom to my heart.

Step by step you go
Becoming a monster I dind't know
In your eyes I cannot find
The trust I thought was mine;
I'm trying to fix my broken wings
To fly away from here.
If you never cared about me,
Why keep living a lie?

You will pay for your mistakes!
You killed me with your words
And your look into my eyes
Beacme a venom to my heart.

You will pay for your mistakes!
You killed me with your sins
(I saw my dreams falling apart)
And your look into my eyes
Buried my love inside my mind.

I saw my dreams falling apart.



Jejels, 25/06/2008, the begining of Espectro.

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Love of Mine

I found my dream
Lost inside of me
Inside of my heart
It's still alive.

It's reality
Don't be shy
Show me carefully
What's in your mind.

Love of mine
Don't try to hide
Love of mine
You brought me to life.

All I ever wanted
Now became true
I never new it
'Til I found you.

Take my hand
My soft-spoken dream
Cause my perfect land
Was made for you and me...

You brought me to life,
So don't try to hide
Love of mine...


Jejels, 15/06/2008.

domingo, 15 de junho de 2008

Sentimentos (que não puderam ser traduzidos)

Reluzentes são seus cabelos
Dourados como os raios de sol
Cacheados
E jogados ao vento...

Seu rosto iluminado
Pelos holofotes brilhantes
Que destacam seus passos
E sua expressão radiante.

A música me leva ao infinito
Com a leveza dos seus passos
Me lembrando do que tínhamos vivido
E ficou enterrado no passado.

Passado de luz
Com a sua graciosidade
Que me fazia feliz...
Algo chamado amizade.

E apenas contemplando
Sua dança surreal;
Apenas apreciando
Seu movimento angelical.

O que nos tornamos?
Depois de tudo o que passamos
Não pode acabar assim,
Você já ficou gravada em mim.

E não importa quanto tempo passar,
Você será sempre a primeira bailarina;
Nada vai conseguir apagar
Esse brilho que me facina.

Me guarde então na sua memória,
Em um canto especial do seu coração;
Você me ajudou a construir minha história
E encheu minha imaginação.

Não há como expressar
A saudade que sinto,
Você me faz muita falta
E as estrelas estão sumindo...

Essas palavras não podem dizer
O que estou sentindo,
A presença que me fez crescer
Está a cada dia se diluindo...


Jejels, 14/06/2008.

Para a mais graciosa fada, a bailarina que mais me faz falta nesse mundo, uma verdadeira e grande amiga... Te amo.

quinta-feira, 12 de junho de 2008

12 de junho

Anjo da noite,
Meu sonho encantado,
Será para sempre
Meu caminho iluminado!

Amor...
Indescritível
Tua áurea luminosa,
Reação imprevisível,
Alma piedosa...

Olhar fixo de olhos firmes
Que me encantam a cada dia
Com um sorriso sublime
Que enche meus dias de alegria.

Em teus cabelos negros me perco
E entrelaço meus dedos,
Sonhando acordada desejo
Que você me ajude a vencer meus medos...

Se há um sorriso em meu rosto,
Foi você quem semeou
Com o doce gosto de um beijo
De amor.

Um sol aquece o dia lá fora,
Desperto do meu suave sono
Desejando você comigo agora...

Fica comigo mais um minuto
E faça meus olhos se fecharem
Nessa noite
De céu escuro;

Meu protetor,
Meu sonho proibido,
Meu salvador escondido...

Tu que me observas diariamente,
Encha meus olhos com tua bela alma,
Me cubra docilmente da tua eterna calma,
Invoque meu nome com tua voz serena
Para que eu ouça tua melodia plena...

Harmonia que enche minha cabeça
De mais sonhos estrelados
Fazendo com que eu não me esqueça
Dos seus olhos açucarados.

Minha esperança,
Minha silenciosa dor,
Minha confiança,
Meu eterno amor.



Jejels.

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Born to make you happy

Oh my love

I'm sitting here alone up in my room
and thinking about the times that we've been through
(oh my love)
I'm looking at a picture in my hand
Trying my best to understand
I really wanna know what we did wrong
with a love that felt so strong
if only you were here tonight
I know that we could make it right

I don't know how to live without your love
I was born to make you happy
Cause you're the only one within my heart
I was born to make you happy

Always and forever you and me
That's the way our life should be
I don't know how to live without your love
I was born to make you happy
I know I've been a fool since you've been gone
I rather give it up and then carry on
(oh my love)

Cause living in a dream of you and me
Is not the way my life should be
I don't wanna cry a tear for you, so forgive me if I do

If only you were here tonight
I know that we could make it right

I don't know how to live without your love
I was born to make you happy
Cause you're the only one within my heart
I was born to make you happy
Always and forever you and me
That's the way our life should be
I don't know how to live without your love
I was born to make you happy

I'd do anything
I'd give you my world
I'd wait forever to be your girl
Just call out my name
And I will be there
Just to show you how much I care

I was born to make you happy

I don't know how to live without your love
I was born to make you happy
Cause you're the only one within my heart
I was born to make you happy
Always and forever you and me
That's the way our life should be
I don't know how to live without your love
I was born to make you happy

Always and forever you and me
That's the way our life should be
I don't know how to live without your love
I was born to make you happy.



Britney Spears.

sexta-feira, 6 de junho de 2008

Pena de morte

No sombrio tribunal surpremo,
Onde prevalecem a justiça e a verdade,
Estava o medo em seu estado extremo
Pois em tudo havia um toque de maldade.

E nos confins dos meus pensamentos
Eu era torturada
Vendo meu coração sangrento
Na ponta de uma adaga.

E tudo escureceu
Em uma fração de segundo;
Minha coragem enfraqueceu
E sobre mim caiu o mundo.

As horas pareciam infindas
E com elas minha tensão;
Enquanto meus crimes eram citados em lista,
Eu mergulhava em uma irreversível contradição.

Afundando em mentiras brancas
- Que não eram tão brancas assim -
Fui me encriminando aos poucos,
Afundando em mim.

O júri sem rosto gritava,
Era impossível que fosse enganado
E quanto mais o juiz cego pensava,
Mais sangrava meu coração despedaçado.

Foi então que, num fio de esperança,
Rezei para que para que eu fosse salva
E embora o fizesse sem muita confiança,
Fui acolhida por uma luz alva.

Na sentença proclamada
Não havia punição;
Cada palavra derramada
Anunciava minha salvação.

Então ganhei a eternidade,
O veneno que mataria a dor,
A fuga da realidade;
Sentenciada a morrer de amor.



Para alguém muito especial que me inspira e dá apoio... Sem você essas palavras jamais se realizariam. Jejels, 05/06/2008.

quarta-feira, 4 de junho de 2008

Lábios de mel

Teu enamorado semblante
Misterioso e sereno
Me deixa boba e distante
Com meu coração ingênuo.

O mais firme olhar
-E tão compreensivo-
Que encontrei em meu sonhar,
No meu refúgio evasivo.

Tomava forma o impossível,
O anjo que me protegia
E voava no noturno irresistível
Para limpar minhas lágrimas quando chovia.

As palavras que embalavam meu sono
Eram as mesmas que se silenciavam agora;

O silêncio era perfeito
Pois palavra nenhuma cabia
Para explicar o medo desfeito,
Gerando o amor que em mim explodia.

E enquanto as palavras morriam
Eu fugia do universo
E na execução do real cresciam
Sentimentos que li em versos;

Versos de uma longa história
Construída com tempo e acasos,
Um amor que sangra e chora
E encontra refúgio em seus abraços.

Um anjo que alça o céu
E faz pulsar meu coração;
Um anjo de lábios de mel
Antes um fruto da minha imaginação.



Jejels, 04/06/2008.

terça-feira, 3 de junho de 2008

Reino dos campos amenos

Astro,
Luz que aquece no aurora
Brilha essa luz no topo do mastro
Mostre-me a verdade agora...
Realidade
Nos teus olhos se torna
Felicidade.

Reino,
O palácio nesse campo ameno,
Teu sublime trono suntuoso,
O sábio rei sereno...
Liderança
Nos teus atos me traz
Esperança.

E a justiça que segue
Brotou das tuas mãos
E agora em mim florece
O amor que há em seu coração.

Medo,
Reina em minha alma
Algo mais complexo que um segredo
Que rouba meu sono e minha calma...
Tuas asas
Em minha pele ardem como
Brasas...

Luar do campo ameno
Ao som da tua canção
Nas mãos do anjo sereno
Descansa o meu coração...

Nessa canção
Minha solidão
Escorre pelo chão,
Dá lugar à sua compreensão.



Jejels, 02/06/2008.

domingo, 1 de junho de 2008

Saudades

Saudades...

Da certeza da sua presença,
Dos seus olhos brilhantes,
Da sua voz firme de sentença,
Do seu coração cintilante,
Das suas mãos carinhosas,
Do seu abraço verdadeiro,
Das suas palavras atenciosas,
Do seu jeito cavalheiro,
Da sua respiração calma,
Do sussurrar dos seus segredos,
Da tranqüilidade da sua alma,
Da transparência dos seus desejos...

Saudades...

Das tardes de verão,
Das conversas ao vento,
Do pulsar do seu coração,
Dos seus olhos no firmamento,
Das noites de inverno,
Do calor dos seus atos,
Da fuga do inferno,
Das obras do acaso,
Das leituras confidentes,
Das cartas apaixonadas,
Das surpresas contentes,
Das palavras silenciadas...

Saudades...

De um tempo que não passou,
De uma vida que continua,
Do seu beijo de amor.




Jejels, 01/06/2008.

Rascunhando...

No céu vejo uma lua
Que brilha sem parar,
Da janela vejo um rua
E da varanda vejo o mar.

O mar me lembra a calma
Que em teus olhos encontrei,
Do amor que lava minha alma,
E do dia em que despertei.

O sol que me iluminou
Me invadiu de alegria
Com a harpa que tocou
A minha melodia...

Sonho que se realizou
Voava nas mãos de um anjo
De cabelos negros e um doce sabor...
Sabor de carinho e de amor.

E no sonho havia um beijo
Com perfume de confiança...
Com um intenso desejo
De continuar vivendo a esperança.

E no coração que palpitava
Um nome foi marcado,
No sangue que circulava,
Um sonho seguiu realizado.

Uma alma,
Dois corações
Que se encontram ao acaso
E naufragam em emoções...

Sentimentos que me guiam
Ao meu desino glorioso
Ao meu lado caminha
Meu anjo misterioso.



Jejels, 01/06/2008.