terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Felicidade

Está num dia com os amigos,
Naquelas tardes dos domingos.
Pode ser só ficar na cama
Ou, para uns, brincar na lama,
É um ato generoso
Ou um lanche gostoso.
Poderia ser ver o nascer ou o pôr-do-sol,
Ou ver uma nota máxima no MOL.
É demonstrar confiança,
Ou simplesmente ter esperança.
Para uns pode ser estar sem ninguém,
Ou ainda rezar por alguém.
Pode ser um demônio que de nós sai,
Ou ter uma conversa com o Pai.
É um momento de reflexão,
Ou a leitura de uma oração.
É ter uma batlha vencida,
Ou recordar-se de uma pessoa querida.
É contemplar uma vida nascer,
E depois admirá-la crescer.
É acordar com a consciência leve,
Ou ver pela primeira vez a neve.
É lembrar-se do amor de alguém,
E saber que tudo acaba bem.
Pode ser compor uma canção,
Com os olhos do coração.



Lucca L'Abbate Sudano, 26/01/2006.

Um comentário:

Lucca disse...

Poesia velha de um tempo remoto sobre um sentimento enterrado... Boa escolha! Por quê não tenta achar a felicidadde de que tanto falo nas pequenas coisas citadas nesta singela declaração?