sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Libertação

A música é contagiante,
Uma melodia despreocupada,
Um timbre dançante...

Há algo que nos suga,
Que nos faz cantar...
Há algo que muda
Na sala de estar.

Doushite?
Não sei exatamente o propósito
Do que existe.

Então busco sua presença
E tudo fica bem,
Se esvai a atmosfera tensa.

E me deixo levar,
Reaprendendo a sonhar
Com a melodia a tocar.

Frases que não entendo,
Palavras que desconheço,
Cabelos ao vento,
Momentos sem preço.

Lembranças do mar,
Perfume no ar...

E meu medo se dissolve
Com zumbis dilacerados
Numa história que me envolve
De um livro não publicado.

E me liberto de mim mesma
E posso ser quem eu sou...
Arigato.



Jejels, 27/02/2009.

Um comentário:

marina disse...

E ai jejels tudo bem ?
passei aqui pra ler suas poesias de novo xD
como sempre entaum decidi comentar so pra voce saber que eu to lendo e que acho otimas as suas poesias hauauahuah xD


bj, coca cola hauuahau