sexta-feira, 17 de abril de 2009

A falha

Impacto
Do que se achava inesperado,
Do desespero.

Porque agora nada resta
Tudo mudou
E nada adiantou.

Porque houve a falha,
O erro,
O desabamento.

Não há mais nada
Além do silêncio da mente,
A culpa crescente.

Não há mais nada
Além dos meus soluços
Perdendo o impulso.

Não há mais nada
Além das palavras
Que se tornam caladas.

Não há mais nada
Que faça sentido
Que se faça sentido
Por mim.

Não há mais nada
Que me faça levantar,
Que me faça acreditar.

Porque houve a falha,
O erro,
O desabamento.

E agora só me resta
Meu próprio sofrimento.




Jejels, 17/04/2009.

Nenhum comentário: