quinta-feira, 4 de junho de 2009

As crias da Disney


Olá, pessoa que eu provavelmente não conheço! Bem-vindo à coluna do Momento Cult*, em que qualquer coisa que soe retardada se torna uma grande matéria!
Hoje falaremos sobre as crias da Disney. Pras pessoas desligadas, eu falo das novas sensações do momento, como Hanna Montana, High School Musical e Jonas Brothers. Mas a nossa história começa muito antes, quando Britney Spears, Hillary Duff e Lindsay Lohan ainda estavam aprendendo a usar o banheiro. O quê? Banheiro? Britney e Lindsay no banheiro? Sim, elas estavam no início de tudo. Tan tan!
Era uma vez um clube. Ele se chamava Clube do Mickey e encontrava-se, não em uma floresta encantada, ou num castelo mágico longe de todo mal, e sim, justamente num dos maus da humanidade hoje: nos estúdios de uma "inofensiva" emissora de TV, mais precisamente na emissora do Disney Channel. Nesse clube só existiam crianças maravilhosas que nunca iriam se tornar um mau exemplo, como Britney Spears, Hillary Duff e Lindsay Lohan (Justin Timberlake também, mas falo dele em outra matéria).
Pra quem está achando graça de toda essa história, ria. Mas isso é a mais pura verdade, essas três já foram crias da Disney almejando serem lançadas para o mundo da fama. Das três, só a Britney Spears se lançou sem uma (grande) mãozinha da Disney e Hillary Duff foi a única que "sobreviveu" a essa criação cheia de regalias e sendo tratada como se fosse adulta ou como um objeto de venda por seus pais, e sobre a Lindsay Lohan eu só preciso dizer uma coisa: "Eu sei quem me matou!"
Essa introdução ajuda a entender o porquê de toda essa explosão comercial da Disney. Não que antes o dinheiro não fosse mirado, mas agora o seu plano de comércio aumentou enquanto sua qualidade diminuiu, porém, o seu objetivo mais importante foi cumprido: transformar a imagem que as pessoas têm da Disney e fazê-la durar, para que não só as crianças de até 10 anos saibam das novidades da Disney, mas também para fazer com que a adolescência/infância dos americanos, que está se expandindo para o resto do mundo, continue admirando e comprando produtos da Disney. E o que mudou na imagem que temos da Disney? Ela não está mirando só as crianças em seus programas, mas os adolescentes também, sendo que eles miram mais as mulheres do que os homens(Jonas Brothers que o diga). Toda essa troca de imagem foi friamente calculada, usando o ideal americano de fama e os campos de influencia hoje, que são a televisão, a distribuição de vídeo clipes e o cinema. Eu poderia até numerar os passos tomados pela Disney sendo:
1-Montar um musical que só passaria na TV(caso não desse audiência), que se chama High School Musical que acabou fazendo sucesso por causa de sua história e músicas de estilo “pop”;
2-Colocar para debaixo de suas asas uma banda que não estava tendo muito sucesso, chamada Jonas Brothers;
3-Dar a uma menina, Miley Cirus, um programa chamado Hannah Montana.
A partir daí vocês já sabem o resto: discos solos, filmes, perucas loiras, e bolas de basquete. Porque, hoje em dia, quem precisa de crianças normais correndo e se divertindo, quando temos "crianças" fabricadas e vendendo a idéia de que só se é feliz quando se tem a fama? Juro que eu sinto muita falta do Rei Leão só de pensar nisso.





Beatriz Lobo.

*Blog em construção, maiores informações: bialobocampos@hotmail.com .

Nenhum comentário: