domingo, 15 de novembro de 2009

Presença abstrata

É nessa tua falta de estar,
Nesse teu silêncio,
Na falta do teu olhar
Que eu te ouço realmente.

E posso ouvir teu coração junto ao meu,
Batendo em uníssono,
Embalando-me em meu sono,
Nesse leve descanso teu.

Pois sei que estás perto de mim
E que mesmo na distância física
É esse teu perfume carmim
Que em minha memória fica.




Jejels, 15/11/2009.

Nenhum comentário: