terça-feira, 23 de março de 2010

Iluminada

Luz...
Atravessa o vidro, refratada
Mostrando sua lúcida clareza.

Em meus olhos, penetra,
Impiedosa e destemida,
Formando em minhas retinas
A imagem do mundo ao meu redor.

Decodificada em mim,
Prende-me em seu fascínio,
Em seu brilho.

Trago-a;
Enveneno-me com ela,
Até que, enfim,
Pereça, eu,
Na sombra de sua ausência.




Jejels, 23/03/2010.

Nenhum comentário: