quarta-feira, 10 de março de 2010

A marionete


Era um pequeno faz-de-conta, a vida da garota. Ela vivia em sua bolha imaginária afastada do resto do mundo. Poucos eram aqueles que transpassavam a barreira de misantropia inconsciente, mas eram eles que conseguiam um pedaço do ingênuo coração dela. Dentro desse pequeno grupo de pessoas, havia alguém peculiar: um indivíduo com características raras que se tornou uma espécie de protagonista na trama onírica em que a garota o envolveu. E, para a grande surpresa do mundo, ele gostou de fazer parte daquilo e acabou se entregando como quem se deixa levar por truques de mágica.
O tempo passou e ele tornou-se parte da bolha, algo que não poderia mais ser retirado. Porém, mais que isso, a convivência nesse irreal doentio o modificou de tal forma que ele passou a escravizar a si mesmo em função dos desejos dela. Fazia tudo de bom grado, sem jamais reclamar. Mesmo quando havia coisas com as quais ele não concordava, sempre fazia um esforço – às vezes desumano – para tornar a visão dela parte da sua própria visão. A convivência direta o fez idealizá-la e logo, na mente dele, aquela garota ingênua, misantropa e contraditória era uma imagem da beleza, da pureza e da verdade. Essa máscara que ele mesmo implantou na face da garota o fez querer moldar-se nela também, desejando encaixar-se na ilusão – que para ele, era tão real.
A escravidão passava desapercebida, confundida com altruísmo; nem mesmo a garota se dava conta de que, presos aos seus dedos, estavam cordas de uma marionete pronta para fazer com que todas as suas vontades e desejos se realizassem. E aquele que um dia foi um protagonista vencendo barreiras, transformou-se em um boneco manipulado, ocultando seus desejos – além de a si mesmo – nas sombras de alguém a quem ele protegia com a própria vida... afinal, abdicar os próprios interesses, sonhos e personalidade, é abdicar a própria vida.




Jejels, 10/03/2010.

3 comentários:

Eduarda Celuta disse...

hummmm...q conto inteligente e gostoso de ler!arrasou!bjs dudzz

JeJeLs disse...

Thanks!
É muito bom saber que você tá acompanhando =]

fernando games disse...

gotei muito jesica sou eu fernando de phb eu lie tudo do seu blog e gostei de tudo parabéns por te essa inteligensia