sábado, 1 de maio de 2010

Invisível

Deixei minhas mãos caírem sobre meu colo,
Pois já não tenho forças para continuar esperando,
Acenando para você.

Deixei minhas lágrimas rolarem em minha face,
Pois já não tenho forças para continuar escondendo,
Contendo meu sentimento.

Deixei meus soluços cortarem minha voz,
Pois já não tenho forças para continuar me silenciando,
Abafando o que penso.

Deixei meu corpo contorcer-se em dor,
Pois já não tenho forças para continuar me controlando,
Impedindo minha própria expressão.

Deixei tudo para trás agora,
Pois já não tenho forças para continuar...
Sinto-me mais invisível que nunca.



Jejels, 01/05/2010.

Nenhum comentário: