domingo, 4 de julho de 2010

Conto de fadas

Meus olhos presenteiam-me,
Pois quando vejo você,
Não há visão mais bela,
O tempo congela.

E os raios de sol iluminam sua face,
Enchem seu corpo de energia,
Enchem-me de euforia
E grito em pensamento para que me abrace.

Quando você se afasta,
Torço para que volte logo
Trazendo a alegria vasta
E infinita que de você irradia
E me contagia
Com esse seu jeito de ser.

Às vezes, você faz graça
E eu deixo passar,
Deixo escapar
Essa chance de rir da vida,
De libertar a felicidade contida,
De gargalhar sem medo de ser feliz.

A correria diária aprisiona-me
Em meio a compromissos e horas marcadas,
Fico tão atarefada,
E como você diria,
Atribulada,
Que me esqueço de que posso viver tudo isso
Como se fosse um conto de fadas.

Afinal, você sempre me fez crer nisso
E não duvido que possa ser real...
Meu sonho materializou-se em você
E passei a viver num mundo surreal...

A princesa sonhadora encontra o bravo cavaleiro,
Um arqueiro que flechou seu coração
E transfigurou-se em anjo
Ecoando na noite a nossa canção...

Você me passa essa sensação
De que o mundo pode ter cores diferentes
Mesmo quando estamos tristes, confusos ou doentes,
Se nos deixarmos guiar pelo coração.




Jejels, 04/07/2010.

Nenhum comentário: