domingo, 11 de julho de 2010

Lembrança noturna

A noite desenrola-se,
Desdobra-se em mil pedaços,
Transforma-se num mosaico
De veludo azul e pontos prateados.

As plumas ainda ao vento,
Uma lembrança do voo sereno,
De um tempo diferente
Que ficou para trás.

A noite desenrola-se,
Desdobra-se em mil pedaços
Como um quebra-cabeça
Cuja última parte perdeu-se no passado.




Jejels, 10/07/2010.

Nenhum comentário: