quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Soneto para "a" ipê

Janela,
Minh'alma,
Na beira da rua.

Uma flor amarela,
Quando a vejo,
Em pleno inverno.

Tão linda,
Minha namorada,
Platônica,
Na calçada.

Estou feliz por esses dias,
E corro no tempo...
Querendo mais...
... duas flores caídas no chão.





Maramaldo.

(retirado de http://www.retornodasbrisas.blogspot.com )

Nenhum comentário: