domingo, 24 de outubro de 2010

Dançando


Meus braços movimentam-se
Tentando imitar as ondas,
Com a leveza e a continuidade
De sua essência cíclica.

Minha cabeça move-se,
Ora marcando pontos infinitos,
Ora num ato de afirmar meus sentimentos
Ou os acordes da música.

A música é lenta,
Uma valsa tocada num piano
Com acordes suaves
E harmoniosos.

Minhas pernas dobram-se e esticam-se
Em diferentes alturas
Brincando com meus pés
Que me fazem crescer e diminuir.

E meu olhar quer mostrar ao mundo ao redor
Que a música e eu somos uma só,
Com meu corpo a fundir-se
Ao adágio encantador.



Jejels, 24/10/2010.

Nenhum comentário: