quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Imprevistos


Penso a cada dia,
Idealizando a manhã agradável,
A tarde esplendorosa
E a noite inesquecível.

Penso no que fazer,
Nas vistas,
Nos cheiros,
Nas texturas.

Imagino cada detalhe,
Cada gesto,
Cada respiração,

Mas são frágeis
E quebram-se a um simples toque
Como asas de borboleta,
Folhas secas ao vento.





Jejels, 13/10/2010.

Nenhum comentário: