sábado, 9 de outubro de 2010

Sons

Palavras garantem a ruptura do silêncio,
Palavras ditas a mais de um milênio
Por outras pessoas,
Por outras bocas.

Milhares de vozes entoam a canção,
Diferentes timbres e combinações de acordes
Fazendo com que eu acorde
E olhe através da janela.

Sons que percorrem meu corpo,
Uma sinfonia noturna
Em sintonia com a chuva,
Uma polifonia curva...

As frequencias fundem-se,
Afundam no tempo,
Imortalizam-se em meu peito
Até esvairem-se com o vento.

Como meus pensamentos.




Jejels, 09/10/2010.

3 comentários:

LFR. disse...

visiiita??
http://www.escolha-mude.blogspot.com/
Obrigadaaa, bjjs

Rodrigo Neves disse...

gostei muito, me intendifiquei,
beijos
estou seguindo.

JeJeLs disse...

Obrigada! Espero que goste de ler as demais ^^