sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Meu mundo

Os cacos do meu coração ao meu redor,
Minha vida bate de frente mais uma vez,
A realidade dói tanto...
Eu não pude quebrar meu sonho, mas você o fez.

Estava suspensa por um fio,
Flutuava de olhos fechados,
Atirei-me sem pensar na realidade que você me ofereceu,
Mergulhei em meu subconsciente doentio.

Eu criei um novo eu,
Alguém forte o bastante,
Com a coragem que nunca tive,
E assim meu mundo tornou-se distante.

Mas você cortou as ligações,
Você quebrou meu imaginário,
Fez voltar minhas assombrações,
Dizendo que isso era necessário...

Não, ninguém jamais entenderá
O sofrimento e a dor de retornar
A esse mundo sombrio
Imerso em escuridão, indiferença e frio...

Não...
Ninguém jamais entenderá.




Jejels, 12/11/2010.

2 comentários:

Camila disse...

Adorei o poema, tu escreve muito bem. Parabéns!

JeJeLs disse...

Obrigada =D