quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Sol

Nuvens passam ao redor,
Chegam a encobri-lo,
A reduzir a percepção de seu brilho.

O mundo gira, escondendo-o
De uma de suas faces,
Fazendo com que a escuridão ronde.

Mas ele está sempre lá,
Por mais que algumas vezes pareça invisível
E outras, severo e irredutível.

Com o mesmo brilho,
Com o mesmo esplendor,
Irradiando a todos seu calor.



Jejels, 24/11/2010.

Nenhum comentário: