quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

A porta fechada

Eu caminho por corredores,
Observo as paredes
A cada dia diferentes...

Texturas que se modificam,
Cores que o tempo desbota
No corredor por onde meus pensamentos vagam.

Até que um dia,
Decidi ir mais longe.
Encontrei uma porta diferente,
E, de certa forma, atraente...

Curiosa como sou,
Vou de encontro à maçaneta,
Percebendo, com uma careta,
Que ela não se movimentou.



Jejels, 08/12/2010.

Nenhum comentário: