segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Até logo

Você tão alto
E eu, presa ao chão.

Você nas nuvens,
Eu, no porão.

Nos confins de meu interior,
Imaginando o esplendor
De uma aventura,
Da sua ternura
Preenchendo meus dias...

Você, sorrindo de leve,
Essa certeza
De que nos encontraremos em breve.



Jejels, 16/12/2010.

Nenhum comentário: