terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Patch

As coisas estão mudadas,
Não estou mais tão convicta,
As dúvidas incham
E deixam minha mente bagunçada.

Quando você veio,
A harmonia se desfez,
Em minha cabeça
Fez-se um bloqueio.

Perigo eminente,
Você representava uma ameaça
A tudo o que eu já tinha construído.

Petulante como ninguém,
Aproximou-se de mim
Questionando minha solidez.
Sua presença foi meu estopim.

Persegui-o por onde pude
Obcecada por respostas,
E você nunca virou as costas,
Nem mudou de atitude.

Com o tempo, perdi o controle,
Já não tinha certeza do ódio que sentia,
A verdade improvável me abduzia
Ao mundo do seu domínio.

Você implantou palavras em minha mente,
Já não consigo mais me desviar;
Meu coração tolo confia
No que minha cabeça diz querer me matar.



Jejels, 18/01/2011.

Um comentário:

Wânyffer Monteiro disse...

E o que são os humanos senão dúvidas e certezas?
Parabéns.