terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Conversa das dez

Já sinto o estômago embrulhando levemente, do mesmo jeito que acontecia no começo... aquele friozinho na barriga de quando fico nervosa com o que você diz.
Talvez seja estupidez reagir dessa forma depois de tudo o que aconteceu. Alguns sonhos malucos e o coração partido deveriam ter me ensinado alguma coisa. No entanto, não consigo sentir raiva.
Assuntos inusitados recheiam a noite que fica mais animada com essa conversa. Um desabafo incomum e a palavra "linda" ecoaram em minha cabeça.
Cá estou eu, imersa na madrugada e ainda pensando na conversa das dez...


Jejels, 15/02/2011.

Nenhum comentário: