sábado, 12 de fevereiro de 2011

Fim, meio e início


E voltam os dias de chuva forte,aos poucos o céu se fecha,mostrando que tão longe ficaram as esperanças de primavera,que só o que resta é aceitar as gotas de chuva, que vão caindo sobre meu corpo,passando por cada ferida, levando pra bem longe os motivos que me trouxeram até aqui.

E não há raiz tão forte que permaneça imutável a passagem dessas águas,que aos poucos derrubam as paredes e desenterram segredos, tão bem guardados que eu quase desconheço, deixando claro que apego nenhum é capaz de suportar essa instabilidade, e que meus braços jamais serão suficientes para segurar esses frágeis fios de esperança, que aos poucos se afundam, nisso que inocentemente chamamos destino.




Larissa Castilho Lemos

Nenhum comentário: