sábado, 30 de abril de 2011

Fraqueza

Negro último desejo
De atirar-me sem medo,
De desespero,
De desgoverno,
Ao desintegrar pleno,
Como se me destruísse
Num lampejo.



Jejels, 28/04/2011.

Nenhum comentário: