domingo, 1 de maio de 2011

Carinho por escrito

De encantos das palavras
Enchem-se meus olhos cansados
Que a elas agarram
Querendo voltar ao passado.

Escritas naquela língua

Que não há como desconhecer
Mesmo quando a presença míngua,
Sei que é a linguagem do bem-querer.

Afetos em lufadas
Enxaguam meus olhos
Com palavras aladas.

Meu coração intermitente
Agradece em silêncio,
Em ritmo poente.




Jejels, 01/05/2011.

Nenhum comentário: