segunda-feira, 18 de julho de 2011

Carrossel




Não brilha mais
O sol no céu?
Não me sinto em paz
Quando embarco nesse carrossel?

Você me toma pelas mãos,
Toma-me uma tranquila sensação
De estar segura,
De ter findado a tortura.

Gira mundo,
Mundo gira,
Planeta rotundo
De ilusão e mentira.

Estou ao seu lado,
Apenas vultos nos circundam
Para que então se difundam
Em um mero vislumbre desfocado.

Gira mundo,
Mundo gira...
Minha cabeça delira,
Pois no fundo,
Somos nós que giramos.





Jejels, 12/07/2011.

2 comentários:

Guilherme Navarro disse...

Que belo blog!! Gostei muito, voltarei.

Caleb Morrison disse...

Sou ecreitor como a senhorita. Achei se blog muito interessante.
Acabou de encontrar um mais novo fã. caso queira se comunicar comigo me chamo Caleb Morrison, facebook, msn (e-mail): calebmorrison_cm@hotmail.com

Voltarei em breve para beber um pouco mais da sua poesia. Au revoir!