domingo, 24 de julho de 2011

Chuva



Lágrimas celestes
Choram as nuvens
De leste a oeste
Tristes porque partistes
Molhando as plantas
E também as sementes
Que em meu coração plantas
Todos os dias alegre e contente.


O Sol sorri
Observando os pingos dançando
Fazendo-os explodir
Em sete cores se propagando
Surge no céu mais uma beleza
Enfeitando tua manhã
Com toda a natureza
Doce como marzipã.


As mágoas do céu
Lavam as flores
Que descansavam ao léu
Com as fadas e suas flores
Então se alegram com tuas lembranças
Recordando amores
E sonhos de criança
Todos doces em seus sabores.


Cantam todos os pássaros
Enquanto o vento sopra suave
Alegrando os lírios
E as abelhas com seus favos
Para te trazer inspiração
Enquanto tocas tua lira
Com as notas do teu coração
Compondo a mais bela melodia.





Jejels, 05/10/2007.

2 comentários:

Socorro Carvalho disse...

Oi , tô seguindo teu blog.
Lindo seus poemas...
segue o meu, também... pass lá pra conhecer:
www.minhasinspiracoes.blogspot.com
abraços

Bia disse...

Adorei esse poema!
essa parte é muito bonita!
"Então se alegram com tuas lembranças Recordando amores
E sonhos de criança"