quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Silente

Sem palavras:
Reação imediata
Aos seus carinhos
Me envolvendo em um ninho.

E talvez o silêncio
Pareça imenso
Como um espaço vazio,
Discurso arredio.

Mas é uma falsa distância
Vencida pela mera nuança,
Um movimento leve como o ar,
Uma viagem através do olhar.




Jejels, 25/08/2011.

Nenhum comentário: