terça-feira, 9 de agosto de 2011

Sorriso e lágrima

Parecem melodias doces
Essas palavras que você escreve,
Esses carinhos que você tece
E com os quais me presenteia.

A brincar, um sorriso
Surge furtivamente, devagar,
Como que emergindo de um abismo,
Onde ficou tanto tempo a vagar.

Parecem flores perfumadas
Essas palavras que você implanta,
Esses carinhos que você fala
E com os quais me levanta.

A brotar, uma lágrima
Surge densamente, devagar,
Como que concentrando o que sinto,
Essa súbita alegria a transbordar
Apenas por poder te encontrar.




Jejels, 09/08/2011.

Nenhum comentário: