terça-feira, 27 de setembro de 2011

Caminho

Eu caminho por aí, pelas ruas e estradas da vida, pelos campos amenos e floridos, pelos becos escuros e pelas praças mal iluminadas. Eu caminho por limiares de realidade e ficção, abro e fecho mil portas virtuais, todas em minha mente, possibilidades de viver o presente. Eu caminho com os pés aventureiros e com o coração leve, caminho apenas por caminhar, sentindo no sangue esse imenso prazer de redescobrir a vida a cada passo, o sabor de poder reinventar a realidade e fazer minhas próprias escolhas.



Jejels, 11/09/2011.

Nenhum comentário: