sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Overdose necessária

Cansaço,
Aliviado...
Depois de mil horas, um sofá.

Dor,
Só sei o que é sarar...
Se a sofro profundamente.

Confusão,
Realmente me norteio...
Quando outrora perco meus eixos.

A luz não me ofusca,
Se vi muito branco,
E se a penumbra foi também meu caminho.

A paz?
Na medida que já ouve guerras,
Lá fora...
Ou dentro do ser.

Tão fraco...
Que estou confortável,
Realmente descanso.




Matheus Maramaldo
(retidado de http://www.recantodasletras.com.br/ )

Nenhum comentário: