quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Remoto

Envelhecendo anos em semanas,
O corpo protesta,
Quer deitar-se na cama
Ao sentir as tonturas
E pontadas na testa.

Preciso parar,
Mas os deveres se acumulam
E não resta lugar
Onde eu possa descansar;
Não resta abraço
Que me faça esquecer;
Não resta no tempo ou no espaço
Nenhum resquício de você.



Jejels, 23/11/2011.

Nenhum comentário: