terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Sem Barreiras

Por que não seria o sonho convidativo
Quando tudo o que me cerca
Parece caminhar a um abismo?

Por que eu não sentiria o desejo
De atirar-me ao onírico
Se ele me oferece o que almejo?

A realidade está sempre frustrando,
Destruindo meus sonhos mais intensos,
Impondo obstáculos ao que penso,
Puxando-me para baixo, silenciando.

Por que eu não haveria de preferir
A imaginação, dinamite,
Capaz fazer tudo explodir,
Destruindo qualquer limite?



Jejels, 10/01/2012.

Nenhum comentário: