sexta-feira, 20 de abril de 2012

Amizade sincera

Estimado Miguel,

Há tempos pensava em lhe escrever, mas as palavras simplesmente pareciam fugir de mim. Eis que depois de nosso último encontro, as ideias afloraram em minha mente e cá estou eu empunhando a caneta nessa noite de verão.

Sei que parece estranho, mas sempre que estamos juntos, sinto uma atmosfera diferente. Você parece sempre tão seguro de si, tão inabalável que chega a ser um pouco desconcertante para mim. Você bem sabe que tenho vários motivos para me preocupar com o que digo às pessoas, principalmente depois do infeliz incidente na empresa que me fez passar alguns dias na cadeia. As pessoas julgam com muita malícia, não querem ouvir o que tenho a dizer e algumas palavras, se escutadas de repente, sem o devido cuidado, podem me custar grandes baixas na credibilidade e na imagem que todos aqui têm a meu respeito. E você sempre foi meu confidente, afinal, estamos juntos desde a faculdade e a bem dizer, consegui esse emprego por sua causa. Mas é uma tarefa difícil conviver com essa tensão todos os dias, tendo que me policiar sempre, como se eu realmente tivesse provocado aquele incêndio que por pouco não causou enormes estragos. Sinto como se as pessoas me culpassem, como se não acreditassem em mim mesmo depois de todo o processo legal ter concluído minha inocência. É duro perceber o quão alto pode ser o preço por estar no lugar errado, na hora errada.

Enfim, o que estou tentando dizer é que você é o único amigo de verdade que me restou, é aquele com quem posso conversar sobre qualquer assunto, em quem posso confiar. Sei que você entende o que aconteceu aquele dia, e então posso ser sempre sincera e, mais importante ainda, sinto-me sendo sincera e verdadeira. Não é como com as outras pessoas, que sempre me fazem sentir culpada, ou escondendo algum segredo sombrio, escondendo-me atrás de máscaras – o que realmente não estou.

Gostaria de agradecer pelo seu companheirismo e pela sua atenção, por ainda acreditar em mim mesmo quando todos aqui no trabalho desconfiaram. Você é um verdadeiro amigo e eu precisava expressar minha gratidão de alguma forma. Sei que esta carta não é muito, mas é uma forma de ser sincera e de lhe mostrar o quanto você tem sido importante para mim. Espero que nunca passe por essa situação e que tenha muito sucesso em todos os seus planos, pois você merece, é uma pessoa digna de tudo o que conquista.

Obrigada mais uma vez, e saiba que pode contar comigo sempre para o que der e vier.


Susan.



Jejels, 20/04/2012
Pauta para a 87ª edição cartas do Bloínquês.

Nenhum comentário: