terça-feira, 22 de maio de 2012

Reconstruindo-me

Um raio de sol que corta a neblina.
Esta é a paisagem que desponta
Por detrás das cortinas
Das janelas de quem sonha.


Mas perante tal imagem,
Imagino que posso reverter o quadro,
Reunir toda a força que guardo
Para destruir a miragem
E torná-la realidade.


O raio de sol que rompe o nevoeiro
Sou eu em meu colorido devaneio.



Jejels, 22/05/2012.

Nenhum comentário: