terça-feira, 12 de junho de 2012

Exatamente aqui


Foi numa dessas madrugadas em que o sono não vinha, em que a angústia me corroía e eu nem ao menos conseguia saber a razão. Foi numa dessas semanas em que os acontecimentos se multiplicam e começam a atropelar uns aos outros. Foi num desses momentos em que você não sabe se está acordado ou dormindo, que eu sonhei que estava exatamente aqui, olhando pra você com esse sorriso maroto nos lábios e um convite para dançar nos olhos. Só consegui distinguir que era um sonho porque o céu estava verde. Havia flores por todo lado e choviam folhas amarelas e laranjas de textura sedosa. Eu podia ouvir uma música que ecoava baixinho, parecia mais um dos seus suspiros, uma declaração de amor sigilosa, dita ao pé do ouvido. Eu segurei suas mãos e nós deslizamos pelo espaço, você me rodopiava sem jeito e eu gargalhava sem conseguir acompanhar seu ritmo descompassado.
Foi numa dessas manhãs que parecem nos jogar um balde de água fria. Foi num desses despertares que voltei a me chocar com o fato de que ainda te amava, mas você não estava mais aqui.



Jejels, 12/06/2012.
Pauta para a 123ª edição musical do Bloínquês.



Nenhum comentário: