sexta-feira, 13 de julho de 2012

Esquizofrenia

Ela tinha um rosto de porcelana,
Tão liso, tão lindo,
Encantador.


Ela tinha uma vida de rainha,
Tão aberta, tão completa,
Invejável.


Mas hoje seu rosto mudou,
Só restam fissuras, rachaduras
Que ela mesma fabricou.


Sua vida tornou-se sombria,
Frustrações, alucinações
De sua mente doentia.




Jejels, 12/07/2012.

Nenhum comentário: