quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Doente

Que droga fará parar o tempo,
Envenenará minha mente
Turbando o tormento,
Envolvendo-me com as correntes
Que deixam os músculos dormentes,
Forçando-os a relaxar?

Que droga surtirá efeito
Contra esse sofrimento,
Essa fonte de defeitos
Que não para de se abrir,
De germinar em mim?

Que droga assumirá o compromisso
De apagar o fogo que atiço
Toda vez  que me vem o desespero,
Toda vez que o seu cheiro
É o único alucinógeno que surte efeito
E consegue me acalmar?



Jejels, 26/09/2012.

Nenhum comentário: