sábado, 13 de outubro de 2012

Noite mística

Talvez o ar místico da noite
Não seja tão assustador,
No fundo, guarde apenas lembranças de amor,
Algum sentimento que quer florescer,
Alguém que não se deixa esquecer.

Talvez o ar místico da noite
Traga seu perfume no ar
Para que com você eu possa sonhar
Em universo paralelo esse
Em que possa ser real o que eu deseje.

E talvez o ar místico da noite
Queira apenas me lembrar
Dos momentos felizes que com você pude ter
Quando por ventura, não puder te encontrar.
E, na sua presença, um reencontro,
De lábios e suspiros seja o confronto
Entre você e eu numa dança a dois
- e que nessa dança possamos ser um,
Deixando todo o resto para depois.



Jejels, 13/10/2012.

Nenhum comentário: