quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Céu aquarelado na moldura do sexto andar

Fim de tarde colorida,
Aquarela no céu, azul anil
Pacificando meu coração,
Atenuando meu estado febril.

E tão belas cores
Absorvo ao ver a paisagem,
Pintando-me por dentro,
Acalmando o tempo selvagem.

Pois os segundos passam velozes
E não os consigo acompanhar,
Mas ao sentir brisa tão suave,
Consigo, finalmente, respirar.

E o reflexo do mesmo céu nos olhos teus
Completa essa perfeição, esse meu paraíso.
E afundar neles é meu único desejo,
Consumar num beijo meu escapismo.



Jejels, 06/12/12.

Nenhum comentário: