terça-feira, 31 de julho de 2012

As regras

Abra os braços e umedeça os olhos,
Deixe fluir toda a sua emoção
Até que transborde do corpo.
Abra-se como um rio transparente
Sem medo de deixar as feridas expostas,
Sem medo da resposta
Que receberá em seguida.
Entregue-se de corpo e alma,
Sorriso, força, lágrimas,
Tudo o que tiver, tudo o que for,
Pois é assim que tem que ser,
Mesmo que isso te faça sangrar,
Mesmo que isso te faça sofrer,
Mesmo que isso te faça morrer.


Essas são as regras do amor.




Jejels, 31/07/2012.

sábado, 28 de julho de 2012

Saudosa

De repente, lá estava eu, vulnerável mais uma vez a essa sua ausência. Uma falta que bateu de leve no peito, como um lembrete de que você ainda estava enraizado em meu coração. Você estaria pensando em mim também? Permiti minha mente vagar em busca de imagens recentes, memórias dos seus traços, do seu rosto, do seu sorriso, dos seus olhos intensos que não me deixavam mais duvidar do seu sentimento correspondendo ao meu. É, mesmo com a distância, estou aprendendo a não me chatear. Estou me acostumando a guardá-lo com carinho - o olhar, a textura, a voz, o perfume - para então poder consumir esses pequenos pedacinhos de você aos poucos, deliciando-me a cada lembrança e sabendo que logo estaremos juntos novamente.
De repente, lá estava eu, com um sorriso bobo brincando em meus lábios, de pé em meu quarto vazio. Mas as paredes tinham certeza de que aquele sorriso não era dirigido a elas.




Jejels, 28/07/2012.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Reconstrução

Quem sabe o futuro nos pertença?
Quem sabe se acreditarmos,
Se encontrarmos força em nosso íntimo,
Possamos lutar para que a mudança floresça
Nas novas atitudes que cultivarmos
Nas estufas de nossos corações,
Dia após dia.



Jejels, 27/07/2012.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

Isso que chamam de amor

Amor não é dizer elogios;
Amor não é sair junto no final de semana;
Amor não é dar presentes;
Amor não é telefonar para conversar;
Amor não é dançar junto em festas;
Amor não é ajudar com os trabalhos;
Amor não é convidar para almoçar com a família;
Amor não é assistir a filmes no cinema;
Amor não é sair para jantar;
Amor não é prometer o mundo;
Amor não é cobrir de beijos e abraços;
E amor não é dizer "eu te amo".



Jejels, 16/07/2012.

domingo, 15 de julho de 2012

Formosa

Toda a noite eu deito e não consigo adormecer 
A luz se apaga e em um quarto escuro eu continuo a te ver 
Eu continuo a te ver... 
Teu cheiro está tão perto que eu não pude resolver 
Se insisto em te procurar ou se tento te esquecer 

Mais uma noite sem você, que parece nem ligar 
E eu vou dormir prá quê ?
Se eu estou a fim de me entregar... 
Já que eu não posso ter você fecho os olhos
E qualquer corpo passa a ser o seu
Qualquer corpo passa a ser o seu 

Não sei por que você prefere duvidar de quem te diz que sente a tua falta 
E não consegue ser feliz 
Eu não consigo ser feliz... 
Rolo em minha cama a noite inteira sem saber se insisto em te procurar 
Ou se tento te esquecer.



Zero.


(Música do momento...)

sábado, 14 de julho de 2012

Unhas e dentes

Unhas e dentes - ela disse.
Ela lutaria por tudo o que restou
Até que tenha acabado o show,
Pois apenas ao cair das cortinas
Ela sentaria, deitaria, cairia
De joelhos
- E ainda assim, com o desassossego
De não ter realizado seu desejo.


Com unhas e dentes
E uma persistência imortal,
Contra o real e o irreal,
Com força crescente.


Poderia não ter mais soldados,
Poderia ela mesma ter se humilhado,
Mas ainda assim, estaria presente
Enquanto pudesse lutar com unhas e dentes.




Jejels, 12/07/2012.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Esquizofrenia

Ela tinha um rosto de porcelana,
Tão liso, tão lindo,
Encantador.


Ela tinha uma vida de rainha,
Tão aberta, tão completa,
Invejável.


Mas hoje seu rosto mudou,
Só restam fissuras, rachaduras
Que ela mesma fabricou.


Sua vida tornou-se sombria,
Frustrações, alucinações
De sua mente doentia.




Jejels, 12/07/2012.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

Minhas noites em soneto

À noite restam os fantasmas da casa.
Eles sempre vêm ao meu encontro
E me fazem companhia
Quando me sinto vazia.


Sentam-se ao meu lado
Mudos e inertes,
Mas estão ali, presentes
Quando ninguém mais está.


Fitam-me com olhos indiferentes,
Eu lhes peço que acalmem minha mente,
Mas acho que não entendem o que digo.


E toda noite é assim
- Todos vão dormir
E os fantasmas vêm a mim.



Jejels, 12/07/2012.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

The only thing I had to say


Sorry for disturbing once again,
It was just something I wanted to send
- A little kiss from me to you
In this lazy, boring afternoon.

Sorry for talking while you're busy,
But you are all that I needed
To feel better today
- That was the only thing I had to say.


Jejels, 11/07/2012.

domingo, 8 de julho de 2012

Aroma

De repente aqui, num momento sem conexão com isso, tive a impressão de sentir o seu cheiro. Sim, o seu cheiro aqui. E então isso me confortou um pouco no meio desse alvoroço todo, desse terremoto de emoções, desse abalo císmico em meu peito. Porque então me lembrei de que você está aqui comigo, mesmo que seja em pensamento, mesmo que apenas nos seus sonhos agora - pois sei que enquanto eu fico aqui remoendo meus pensamentos em plena madrugada, você descansa sua cabeça no travesseiro, recarregando as energias para voltar à luta ao meu lado quando o sol despertar num novo dia...
E tento me embriagar com o seu cheiro - que é tudo o que me restou agora.




Jejels, 08/07/2012.

Dias

Há dias de luta,
Dias de suor,
Dias de dor,
Dias de sangue.

Há dias de brilho,
Dias de sorriso,
Dias de superação,
Dias de conquista.

Mas também há dias de derrota,
Dias de lágrimas,
Dias de falha.

Então para vencer a frustração,
É preciso levantar a cabeça
E voltar aos dias de luta.


Jejels, 08/07/2012.