quinta-feira, 25 de abril de 2013

Poética

Inspiradora visão dos olhos teus,
Apogeu em minha alma sonhadora,
Quebra de uma solidão interior,
Esplendor que se materializa e renova.

Mágico arrepio que contamina,
A sina em que quero acreditar
E divagar para além do apático,
Quebrar a inércia com o que alucina.

O cheiro de teus cabelos
São belos lírios em canteiro,
Inebriante e até sufocadora visão
A um coração fadado a devoto amante.

E tão belo, cheio de sutilezas,
Faz-me presa a esse devaneio
De torpor alucinógeno,
Inverossímil objeto de desejo.

Pois tua boca está distante,
Teu semblante, indiferente,
E apenas em minha mente habita
A distinta visão de tua alma a mim aberta.


Jejels, 24/04/2013.



Nenhum comentário: