domingo, 12 de maio de 2013

Na contramão

O que seria esse toque,
Essa aproximação inebriante, cálida?
O que seria esse instante que desperta e convida?

Seria apenas a carência apossando-se do corpo?
Seria uma fantasia que outrora não passava de sopro?
Ou platônica paixão, tal que me assombro?
Seria isso o vermelho da alma em chamas?
Ou apenas por prazer passageiro me chamas?

Seria tudo isso a linha do desejo,
Aquela que une teus lábios aos meus,
Aquela que apenas em sonho poderia chegar ao apogeu?
Aquela que seria impossível de se alcançar,
A mesma que se apagaria ao conquistarmos a possibilidade de se realizar?

Beijas-me por amor que se mistura
-pelo sangue e pela paixão-
Ou apenas pela aventura de estar na contramão?



Jejels, 12/05/2013.

Um comentário:

Katlyn Almeida disse...

Olá, passei aqui para conhecer o seu blog e adorei tudo!! Já estou seguindo para ficar por dentro de todas as novidades.. Também te convido para conhecer o meu cantinho e se gostar me siga! Vou adorar te ver por lá:
http://becoversado.blogspot.com.br/