terça-feira, 16 de julho de 2013

Um brinde

À solidão, um brinde.
À lua que me assiste, um brinde,
À tristeza que insiste em me acompanhar, um brinde.

Brindemos com as lágrimas que hei de beber
Para repor o rio que já verti.



Jejels, 15/07/2013.

Nenhum comentário: