terça-feira, 22 de julho de 2014

Saudosa

Que doloroso um coração quente,
Machuca seu pulsar,
Que em cada lugar encontre alguém para amar.

Uma família que cresce,
Como é doce nos enlaçarmos,
Como é feliz nosso riso,
Mas como dói o adeus da partida,
Como fere a ausência de pessoas tão queridas
Que em minha dificuldade, me suportaram
E em minhas conquistas, comemoraram,
Que seguraram minha mão no escuro,
Ensinando a encarar o novo,
Mostrando outro lado do que já era conhecido.

Que doloroso meu coração quente
Que se põe a chorar
Lágrimas de saudade
Pois já não posso mais ficar.

Momentos raros pude viver
E novos lugares conhecer,
Pessoas com quem aprender.

Que doloroso meu coração quente,
Pois a saudade machuca-me tanto...

Como é bom ter esse amor,
Como é difícil dizer adeus.

Que doloroso meu coração quente,
Mais uma vez aperta no peito...
Certamente dará um jeito
De transformar esse adeus em um 'até breve'.


Jejels, 02/03/14.

Nenhum comentário: