terça-feira, 21 de abril de 2015

Desencontro

As luzes acendem-se
Ao sumir o sol no horizonte
E fazem nascer em mim ansiedade estonteante.

Dez minutos espero,
Vinte, trinta, quarenta,
Mas não avisto o que quero.

E toda a magia se desfaz
Conforme os minutos avançam
E nada mais me apraz.

E sento sem companhia
Nas mãos, despedaçado sobrou
Apenas um coração à espera de Godot.


Jejels, 15/04/2015.

Nenhum comentário: