segunda-feira, 6 de abril de 2015

Sobre um sofrido olhar apaixonado

Doces olhos que me fitam
Em suave dor palpitam
E carentes anseios suplicam.

Doces olhos me fitam,
Minhas culpas e amarguras crepitam...
Atiçam os fantasmas que em minh'alma habitam.


Jejels, 05/04/2015.

Nenhum comentário: