sexta-feira, 8 de maio de 2015

Fog

Dia do silêncio e uma neblina introduz o dia. Reluz a opacidade, ar de mistério a envolver a cidade. Um novo dia a emergir, novas oportunidades a surgir, profundidade no pensamento, no peito, nos olhos.
Jogos de investigação e controle, fôlego debaixo de água e terra, espera por momentos que talvez virão somente em sonho. Medonho confronto interno do ser.


Jejels, 07/05/2015.

Nenhum comentário: